Open Insurance: o que você deve saber sobre esse sistema

Ed Tomaz
Open Insurance: o que você deve saber sobre esse sistema

O Mercado de Seguros já é bem estabelecido ao redor do mundo, com várias empresas de diversos portes atuando. Porém, assim como acontece em outros setores, ele também é afetado pelos avanços da tecnologia e mudanças de paradigma no mercado consumidor. Com isso, novos produtos ganham destaque, sendo que um dos mais recentes é o Open Insurance, que propõe uma nova abordagem para venda de seguros.

O modelo Open está ganhando força em outros países e deve se tornar parte do mercado de seguros brasileiro em poucos anos. Para te ajudar a entender melhor o assunto, vamos explicar o que é essa novidade, como vai funcionar e quais são os impactos esperados no mercado brasileiro. Acompanhe!

O que é Open Insurance?

A ideia de um sistema financeiro aberto já é bem desenvolvida em diversos mercados internacionais, com uma plataforma que reúne informações e produtos de diferentes instituições. Dessa forma, o cliente tem acesso a um pacote mais variado e pode comparar opções de vários provedores com maior facilidade. Esse que é o conceito de Open Banking.

O mesmo princípio está sendo aplicado ao mercado de seguros com o Open Insurance. Trata-se de um ambiente virtual, o qual reúne vários produtos e instituições de seguros de forma organizada e padronizada, além de incluir outras funções, como um simulador de seguros. Esse conceito se baseia em três princípios básicos:

  • Inovação Aberta: novas soluções são implementadas de forma ampla para todas as empresas participantes da plataforma;
  • Digitalização: uso do Big Data e inteligência artificial para otimizar a experiência do usuário;
  • Novos Modelos de Negócio: a tendência é que, com esse novo formato, os padrões de negócios implementados no Mercado de Seguro também se modifiquem.

Em outras palavras, esse sistema vai organizar e otimizar a experiência de clientes e das empresas de seguro.

Como o Open Insurance vai funcionar no Brasil?

A ideia é que o sistema seja uma plataforma integradora, a partir da qual empresas e bancos podem compartilhar dados e alcançar diferentes clientes e compartilhar seus produtos entre si. Para isso, serão utilizados APIs, que são protocolos de compartilhamento de integração e dados. Dessa forma, todas as trocas serão mais seguras e eficientes.

O Open Insurance começou a ser regularizado em 2021 pela Susep (Superintendência de Seguros Privados). Sendo assim, podemos esperar que essas mudanças se tornem a norma no Mercado de Seguros em pouco tempo.

Como o Open Insurance vai impactar o Mercado de Seguros?

Quando se trata do efeito desse novo modelo no mercado, já temos algumas expectativas baseadas no mercado internacional. Primeiramente, o sistema deve aumentar a concorrência entre as empresas de seguros, já que os clientes terão acesso a uma variedade de produtos com maior facilidade. Consequentemente, isso deve levar a um aumento na qualidade dos produtos e nos benefícios oferecidos.

Ainda é cedo para dizer exatamente como o Open Insurance vai mudar o Mercado de Seguros no Brasil, mas as projeções são bem positivas. Vale a pena se preparar com antecedência para melhor aproveitar esses novos recursos quando se tornarem a norma.

Tem mais alguma dúvida? Então deixe um comentário com sua pergunta logo abaixo!

Ouça o TExTalk!  🎧

Assine nossa Newsletter para receber artigos e dicas!

Acompanhe a TEx!

TEx - InstagramTEx - FacebookTEx - LinkedInTEx - YoutubeTEx - TikTok
Marketing de Conteúdo para Corretoras de Seguros
TELEPORT - Revolucione sua Corretora

Tags

Open Insurance