Como fazer uma proposta comercial de seguros irrecusável?

Tempo de Leitura: < 1 minuto

[responsivevoice_button voice=”Brazilian Portuguese Female” ” buttontext=”Clique para ouvir este Post”]

 

A cotação de seguros é uma etapa decisiva para o cliente fechar o negócio e depende diretamente da compreensão da proposta comercial.

Além de compreender, o cliente precisa ter a certeza de que as coberturas informadas suprem suas necessidades e sentir que está fazendo um bom negócio.

Não são raros os casos em que a falta de informações relevantes ou dados imprecisos desmotivam o cliente a fechar um negócio.

Além disso, há profissionais que não avaliam corretamente o perfil do futuro segurado, enviando propostas com coberturas que não atendem às suas expectativas.

Quando a proposta observa a clareza e a objetividade, fica difícil para o potencial cliente formar objeções ou rejeitar.

Portanto, antes de enviar valores, você precisa saber o que evitar, para então montar a cotação correta e infalível.

É sobre isso que falaremos aqui.

Acompanhe atentamente até o final e saiba como evitar receber o “não” como resposta!

 

Evite a pressa ao enviar uma proposta comercial de seguros

Não são poucos os equívocos cometidos por corretores apressados em enviar para seus clientes propostas comerciais.

O principal é ignorar as necessidades de cada pessoa que solicita uma cotação.

O corretor dá um tiro no pé quando envia para um potencial cliente uma proposta genérica, que não contempla suas expectativas e capacidade financeira nem o perfil de seguro adequado.

Organização é a palavra-chave que você precisa ter em mente antes de montar uma proposta.

Obviamente, isso implica elaborar previamente um modelo para não ser improdutivo.

Ele deve permitir a personalização, mas não significa que seja necessário elaborar todo o conteúdo a cada nova geração do documento.

Recursos tecnológicos capazes de automatizar esse procedimento são fundamentais.

A automatização permite que a equipe ocupe seu tempo em atenção ao cliente e suas necessidades, em vez de gastar com procedimentos e tarefas que seguem um padrão.

A digitalização de documentos também ajuda muito com essa produtividade.

 

Cuide da aparência e disposição das informações na cotação de seguros

Em primeiro lugar, você deve montar um esqueleto da proposta comercial de seguros na forma de tópicos e subtópicos.

A proposta deve ser tratada como um documento e, como tal, não cabe aspecto amador, desorganização e falta de informações.

Você precisa ter um layout que transmita profissionalismo e preserve a imagem da corretora.

Uma coisa é mandar um arquivo feito no Word de forma improvisada, outra coisa é uma proposta com aspecto profissional, informações completas e organizadas com critério.

 

Exponha como as coberturas funcionam

De acordo com o perfil do seu futuro cliente, você seleciona em sua proposta comercial de seguros as coberturas mais interessantes para ele.

Porém, é bem provável que essa pessoa não tenha os conhecimentos que você tem sobre essas coberturas.

Como alguém pode ver vantagens em um seguro de automóvel com cobertura compreensiva, por exemplo, se não sabe para que serve e como utilizá-la?

Portanto, lembre-se: você está oferecendo um seguro para quem provavelmente não entende do assunto.

Experimente fazer uso de exemplos e seja didático, assim seu cliente perceberá as vantagens das coberturas dos seus seguros.

O essencial é que a proposta esclareça, sem deixar margem de dúvida, detalhes como o que pode acontecer em caso de sinistro e os tipos de franquia a pagar.

Atribua uma natureza educativa à sua proposta.

Ao fazer isso, você presta um serviço adicional ao segurado, evitando equívocos de interpretação que podem causar frustrações futuras.

 

Forneça detalhes sobre as formas de pagamento

Mostrar detalhadamente as formas de pagamento que o segurado pode optar aumenta a probabilidade de contratação, pois, para alguns, é mais vantajoso pagar à vista e obter desconto, enquanto outros preferem parcelas pequenas.

Além disso, não deixe de falar das possibilidades de pagar no boleto, cartão, débito em conta e explicar as diferenças de valor, se houver.

Outro ponto muito importante e que não pode deixar de ser abordado é em relação ao pagamento de indenizações.

Antecipar na proposta os prazos para os pagamentos em caso de sinistro deixa o potencial cliente muito mais tranquilo.

Tenha em mente que o objetivo principal da proposta é estimular a ação de compra.

Desse ponto de vista, todo corretor experiente sabe que, quando o cliente pergunta sobre formas de pagamento, está dando um sinal de compra.

Afinal, qual seria o motivo de manifestar uma dúvida desse tipo se não tivesse interesse em fechar o negócio?

Então é natural deduzirmos que, se as regras de pagamento não estão claras na proposta, isso está criando uma dificuldade de fechamento.

Antes de sinalizar positivamente, o cliente precisa eliminar todas as dúvidas.

 

Explique o significado dos termos 

Os profissionais