Controle financeiro para Corretora de Seguros: descubra como otimizar o seu!

Omar Ajame
Controle financeiro para Corretora de Seguros: descubra como otimizar o seu!

Manter um eficiente controle financeiro para Corretora de Seguros é uma das estratégias que garantirão que as vendas vão apresentar bons resultados contínuos. Sem uma efetiva definição de processos e mecanismos para regular as finanças, a perda de lucratividade é líquida e certa.

Outro aspecto que merece destaque, dentro do escopo do controle de receitas e despesas, é o incremento na margem de lucro. Uma das medidas que empresas adotam, diante da perda de clientes, é reduzir suas margens, uma vez que nem sempre é possível negociar com fornecedores ou prestadores de serviço.

No entanto, para Corretoras, abrir mão do lucro pode gerar consequências negativas em longo prazo. Felizmente, é possível manter e aumentar a lucratividade, desde que as finanças sejam controladas de acordo com as práticas a seguir. Confira!

Defina um orçamento anual

Embora possa parecer uma tarefa demasiadamente extensa, a definição de um orçamento para um ano inteiro não chega a ser um desafio. Sua Corretora pode adotar como referência o ano que passou, desde que os gastos tenham sido minimamente controlados.

Na falta de um ponto de partida, você poderá conversar com seu contador, e pedir a ele informações relevantes, relativas ao fluxo de caixa, pagamentos realizados e receitas apuradas. O importante é definir um orçamento com base em informação, ou seja, quanto menos “achismo”, melhor.

Elabore processos para vendas

Considerando as atuais práticas que sua empresa adota para manter as contas em dia e, ao mesmo tempo, ser lucrativa, você saberia descrever os processos envolvidos na aprovação dessas contas? Se não há um fluxo de atividades bem definido, corre-se o risco de haver excessos nos gastos com as equipes de vendas. Custos operacionais consomem expressiva fatia das receitas, entre as quais destacamos:

  • Material de escritório;
  • Telefonia;
  • Planos de internet para celulares;
  • Combustíveis.

Antes de aprovar valores para serem destinados ao custeio das operações comerciais, avalie se, antes disso, eles passam pelo crivo de um setor financeiro. Se não há um em sua Corretora, converse com seu contador, para saber se é possível ele lhe orientar nesse aspecto.

Planeje os investimentos em marketing

Não há negócio que sobreviva sem investir em marketing e atendimento. Em segmentos em que a concorrência é acirrada, como o das Corretoras de Seguros, esses investimentos devem ser precedidos de planejamento estratégico que dê conta de antecipar os resultados.

Deixar de planejar o lançamento de ações de marketing e similares é um erro grave, uma vez que expõe o caixa da empresa. Além disso, aumenta o risco de baixa rentabilidade, com forte tendência para o prejuízo. Há um cálculo que permite a mensuração de quanto um investimento pode render, basta dividir a receita obtida pelo investimento inicial, multiplicando o resultado por 100. Por exemplo, se a Corretora investir R$ 100 mil em uma campanha e obtiver retorno de R$ 150 mil, significa que a rentabilidade foi de 150%. Note que, para ser rentável, o resultado do cálculo tem que apresentar, necessariamente, mais de 100%.

Gerencie pagamentos de comissões

O uso de softwares de gestão e sua importância na transmissão de propostas e nas vendas já é relativamente bem conhecido. No entanto, existe ainda uma outra funcionalidade muito útil também para o controle financeiro da corretora. O pagamento de comissões para vendedores está sempre sujeito a grande variação. Por isso, contar com uma ferramenta para controlar esses pagamentos sem sustos é essencial.

Por meio do software, é possível definir regras para comissionamento, incluindo datas para pagamentos e regras específicas para cada seguradora. Essa é uma função útil, afinal, há companhias que rendem mais, outras menos. Além dos dashboards permitirem a visualização de resultados, é possível dar baixa de comissões manualmente, caso seja necessário um controle ainda mais efetivo.

Conclusão

Tendo à disposição recursos tão práticos, só deixam de fazer o controle financeiro para Corretora de Seguros, profissionais que não estejam comprometidos com bons resultados, certo? Aprofunde-se no assunto, e veja como a gestão de sua corretora pode melhorar.

Aproveite e olhe este outro artigo com dicas importantes para otimização de resultados!

Ouça o TExTalk!  🎧

Assine nossa Newsletter para receber artigos e dicas!

Acompanhe a TEx!

TEx - InstagramTEx - FacebookTEx - LinkedInTEx - YoutubeTEx - TikTok
Marketing de Conteúdo para Corretoras de Seguros
TELEPORT - Revolucione sua Corretora

Tags